Aprovação do decreto de armas é questão humanitária, afirma Leandro Ruschel

Neste dia 18/06, em que o Senado vota o Decreto sobre as novas regras para porte de armas para civis, o analista Leandro Ruschel destaca em seu Twitter a importância do direito à legítima defesa para os cidadãos de bem que assim desejem. Para Ruschel, “A questão da liberação das armas no Brasil é muito simples: a segurança pública colapsou. A polícia não tem condições de proteger os cidadãos honestos. Apenas os bandidos têm armas. É uma questão humanitária oferecer meios de defesa ao povo.

O Senado deverá votar nesta terça-feira se suspende ou aprova o decreto das armas. O texto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e, agora, vai para plenário.

Em outro post, Ruschel ressalta que “Na Florida, é muito fácil comprar um arma e tirar porte. Mais de 30% das pessoas têm armas em casa e 12% têm porte. Os índices de violência são muito baixos se comparados ao Brasil. Moro aqui há 5 anos. Nem eu, ou nenhuma pessoa que conheço foi alvo de violência. Em outro post, destaca notícia sobre aumento no número de brasileiros com porte de arma e queda nos números de mortes violentas.

A hashtag #ArmasPelaVida está no trending de hoje, devido ao grande apoio da população, incluindo influenciadores e políticos, que se manifestam favoravelmente.

1 thought on “Aprovação do decreto de armas é questão humanitária, afirma Leandro Ruschel

  1. Eu já liguei para os senadores do meu estado e pedi que votem a favor do decreto. E você, já ligou para os seus senadores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *