Reinaldo Azevedo caído de amores por Lula

O jornalista e blogueiro do UOL Reinaldo Azevedo, que, no começo da década, ficou famoso por ser um dos poucos antipetistas na grande mídia, subitamente mudou o disco, renovou a coloração partidária e, a essa altura da vida, já quase um sexagenário, se tornou mais um militante vermelho, só rivalizando em indecência jornalística com o decadente Paulo Henrique Amorim, hoje, uma grotesca caricatura de si mesmo.

A última do Tio Rei foi a seguinte: sujeito teve peito para escrever um artigo tecendo as mais belas loas ao chefe da quadrilha que quase fez o país baixar as portas, o ex-presidente Lula. O subtítulo do texto, creiam-me, diz o seguinte: A admirável resiliência de um condenado sem provas. Sim, foi o Reinaldo Azevedo quem escreveu isso.

Pelo visto, nosso douto jornalista é mais versado em leis do que todos os juízes das três instâncias que julgaram o caso do petista. Mas, não vou entrar nesse mérito. O que me chamou a atenção no presente caso – já que essa de “condenação sem prova” é cacarejo manjado – foi a forma elogiosa, os afagos literários e toda uma coleção de rapapés que Azevedo depositou sob os pés do carcerário de Curitiba. Vejamos alguns trechos da impagável ode azevediana à Lula.

Lula, o político

Goste-se ou não de Lula, o fato é que ele tem no sangue, nos gestos, no olhar, na linguagem, nos esgares, o prazer da política. Falar sobre o assunto, como se viu na entrevista concedida aos jornalistas Mônica Bergamo e Florestan Fernandes Jr., da Folha e do El País, respectivamente, o revigora. E, nesse particular, ele é o oposto de Jair Bolsonaro. Erre ou acerte, o petista, à diferença do atual presidente, é dono de uma fala caudalosa, que remete a vivências várias — dos palácios e das ruas —, articulando memórias, conectando-as com ideias que estão por aí, em trânsito e em choque.

 

Lula para a Academia Brasileira de letras já!

Faço um registro gramatical. Assisti à entrevista em busca de anacolutos, de expressões soltas, de palavras sem função sintática que atravancam o discurso. Nada! A fala é límpida — isso independe de o ouvinte, ou espectador. aprovar ou reprovar o que ele diz.

 

Lula, o sóbrio resiliente

Louvem-se, assim, de saída, a sua resiliência e, à diferença do que afirmou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a sua sanidade mental. Não se percebeu, em nenhum momento, sinal de confusão, de perda do fio, de palavras ao léu. 

 

Lula livre… do mea culpa

Em uma hora e 54 minutos de entrevista, por exemplo, não há sombra de autocrítica na sua fala — ou, vá lá, de crítica ao modo como o PT se conduziu no poder. Sim, compreendo a circunstância. Preso desde 7 de abril do ano passado, é a primeira vez que fala com liberdade. Fez um uso político do tempo. Não vou censurá-lo por isso. Ainda voltarei a esse tema. Quero me ater, por ora, à sua resistência.

 

Lula, o herói trágico: o novo Hércules cumprindo seus trabalhos

Poucos, caminhando para ninguém, suportariam com tanta dignidade o reverso da fortuna…

Contrasto aquele que chegou a ser tratado quase como um imperador absolutista com o presidiário de agora, recolhido a uma cela — que ele prefere chamar “sala” —, em absoluta solidão, vendo o mundo pelo noticiário de TV, preenchendo as suas horas, como disse, com filmes que lhe passam em “pen drives”, longe da verdadeira cachaça de que é dependente: não é a pinga, mas a política. Em dois anos, viu morrer a mulher, Maria Letícia; o irmão de que era mais próximo, Vavá, e, supremo sofrimento, o neto Arthur, de apenas sete anos.

Já vi gente se debulhar em lágrimas de autocomiseração por muito menos e por contrastes bem mais suaves, não conseguindo suportar com altivez revezes muito mais brandos. Lula, e qualquer especialista em saúde mental certamente poderá atestá-lo, está inteiro.

Lindo, não? É muito interessante como uma nova paixão ou um novo ódio ideológico transmutam a realidade. Um embrulhão miolo oco vira um Júlio César; um analfabeto convencido vira um Machado de Assis; um psicopata incapaz de sentir remorso vira um condenado remido que suporta tudo sem se doer; o maior ladrão da nossa história se passa por um pobre mártir.

Cruzes!

17 thoughts on “Reinaldo Azevedo caído de amores por Lula

  1. LULA não pede misericórdia! !
    Mas sim que seu julgamento sela pelos autos!!!
    O resto é palavra de otário!

  2. “Preso desde 7 de abril do ano passado, é a primeira vez que fala com liberdade. Fez um uso político do tempo. Não vou censurá-lo por isso”.

    Ah bom Tucanaldo Azevedo, quando Bolsonaro levou uma facada na eleição de 2018, não via motivos de sobre pra se censurar o uso político que alguns fizeram disso.

  3. Essa Associação Brasileira de Imprensa precisa resgatar aquele projeto de Retiro dos Jornalistas, mas sem dinheiro público, para mumificar de vez as “peças” da imprensa do Século XX.

    E não é só a Globolixo e a Faliu de S.Paulo que lideram a patifaria da imprensa brasileira.

    Esse “velhaco” Grupo Brandeirantes, também mais próximo do fundo do poço, há anos que tenta se renovar, mas parece que só gosta mesmo é de bosta.

    Já outro macaco velho é o dono da RecordTV, que deveria mandar seus “apóstolos” vermelhos do jornalismo lá para a Record da África ou de Portugal, além de aproveitar seu passaporte diplomático para trazer “muambas” melhores para a TV brasileira.

    Será que o jornalismo das TVs abertas não perceberam que depois do controle remoto os telespectadores ficam pescando algo que não seja a mesma massificação da informação imposta por agências de notícias, modificada em parte de acordo com o caráter de cada emissora?

    Além do mais, as suas afiliadas por todo o Brasil são bem equipadas e preparadas para produzirem conteúdos de qualidade e para participarem ao vivo dos telejornais com mais notícias boas das suas regiões, além do lado negativo que sempre mostram.

    Esse jornalista bipolar, que era uma coisa quando estava na Veja, está no lugares certos que absorvem seu caráter, repassam para a opinião pública e recebem a devida receptividade, que são a BANDo e a Faliu de S.Paulo.

    E o que a gente fala aqui, é por causa do que lê aqui, na internet, já que no televisor, enquanto podemos pagar por assinatura, usufruímos do melhor que ela oferece.

  4. Como é mesmo, “o maior ladrão da nossa história”, que foi condenado no processo mais rápido da história, por um juiz que fala “conje”, “rugas”, “haviam”, “sobre” e virou ministro do homem que a prisão de Lula o fez ser eleito Presidente, ético, né? A condenação do maior ladrão d história do Brasil? Ah, é que o maior ladrão da história do Brasil ia ganhar um apartamento como propina, mas o apartamento não é do ladrão, o ladrão nunca morou nele, nunca teve as chaves do apartamento, nunca alugou nem emprestou, nem ele, nem ninguém de sua família, é o apartamento, que é da OAS já foi dado pela empresa junto a bancos como garantia de empréstimos, e agora a Justiça manda essa empresa devolver a Lula qse 200 mil reais que sua esposa pagou pela quota do apartamento, que eles desistiram de comprar. O maior ladrão da história não roubou nenhum tostão, quem disse isso foi Paulo Guedes, guru econômico do bostanauro, arrematando que “todo mundo sabe disso”. Idiotas olavistas não entendem nada de lowfaire, os idiotas acreditam piamente na seriedade do sistema judiciário, eles acreditam que o sistema é à prova de fogo e que todos os juízes são, é claro, impassíveis de corrupção e bandidagem. Lula é inocente, o maior inocente da história do Brasil.

  5. É esse professor Gonçalves é negro ainda.
    Melhor não entrar no mérito mesmo pois está errado.
    Discípulo de um velho frustrado, maluco, domiciliado nos Estados Unidos , para poder xingar e dizer asneiras a vontade!!
    Tenho pena de ver um historiador negro entrar num jogo tão insano. Tenha vergonha na cara. Ou vá ver um psiquiatra !

  6. Como sempre o único argumento dos veneradores do astrólogo é o uso de adjetivos!!!!! Não há um único argumento minimamente racional para se contrapor às declarações de Reinaldo Azevedo! Quer desqualificar o repórter referido aceite o desafio do mesmo e leia a sentença condenatória de Lula e mostre onde estão as provas que torna a culpa incontestável!
    Pare de procurar adjetivos e arrume argumentos para se opor aos seus desafetos!

  7. Vou morrer e jamais vou entender o comportamento desse jornalista que escreveu 2 livros ,com detalhes das falcatruas de um sujeito e de um governo que levou o país à bancarrota. É impressionante como o milagre surgiu da noite para o dia,com certeza na calada dessa noite algo estranho aconteceu.Quem sabe papai Noel com o saco bem cheio.Aqui pra nós,Reinaldo,um dia você vai nos contar.

  8. Já estava em tempo alguém reconhecer q Lula foi preso sem culpa!!
    Viva Reinaldo Azevedo!!
    Lula Livre!!

  9. E este Jaques aí??
    Racista tal qual o presidente q provavelmente ele ajudou eleger!! Fala sério!!
    Mesericórdia Senhor!!

  10. Reinaldo Azevedo é tão ou pior que o Lula. Este Ladrão larapio sempre foi indecente. O outro não é professor, ams á rasteiro e covarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *