Posts

Por trás da transformação social – episódio 8

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da transformação social – episódio 7

A engenharia da opinião

 

 

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da transformação social – Episódio 6

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da Transformação Social – Episódio 5

A Escola de Frankfurt

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da transformação social – Episódio 4

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da transformação social – Episódio 3

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da transformação social – Episódio 02

A sociedade de massa e a Nova Ordem Mundial

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Por trás da transformação social :: episódio 1

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.

Como somos transformados pelos meios de comunicação?

O que tentei fazer com meu livro, A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda, foi fornecer um argumento bibliográfico para uma coisa que todos percebem já há muito tempo: o desejo manifestado pela mídia para a revolução de costumes e a engenharia social com a colaboração do meio acadêmico. Tornar essa verdadeira conspiração às claras creio que seja a melhor maneira de dar algum trabalho aos doutores acadêmicos que ganham a vida a repetir chavões auto referentes. Por outro lado, tenho consciência de que meu livro será recebido com silêncio (se é que será lido) no meio acadêmico, que prefere manter-se dentro da bolha ideológica que se confinou há décadas, de dentro do qual dedica-se a produzir jovens militantes em série como um verdadeiro exército distribuído em todas as profissões, mas principalmente nas redações jornalísticas.

Fruto de uma pesquisa de quatro anos, incluindo o mestrado em jornalismo, o livro busca ser um tijolinho no muro de livros recomendado por Olavo de Carvalho para barrar o avanço esquerdista no meio acadêmico e na mídia. Sozinho não fará nada, mas junto de outros livros e da ação de críticas aprofundadas no meio cultural e acadêmico, pode representar uma arma útil aos que combatem a proposital e criminosa decadência da inteligência no meio universitário. Do mesmo modo, parece emergir aos poucos uma classe de leitores inteligentes no Brasil, profundamente interessados na verdade e avessos a academicismos. Procuram compreender a realidade existente além daquela pintada pelas notícias.

A pesquisa que fiz como mestrado em 2013, sobre o discurso ambientalista, foi o resultado do tempo que trabalhei na Fundação do Meio Ambiente e, depois, no próprio jornal Diário Catarinense. A pesquisa representa apenas um capítulo do livro, na qual busquei demonstrar que o conteúdo jornalístico ambiental falsifica dados e utiliza artifícios retóricos para privilegiar as soluções pré determinadas por grupos ideológicos de pressão. A compreensão das técnicas utilizadas pode ser útil para outros tipos de pautas ideológicas, como a que temos visto hoje na Ideologia de Gênero, que a pretexto de combater o preconceito, destrói a linguagem para tornar o mundo um hospício onde as pessoas não possam mais dizer aquilo que estão vendo.

No quarto capítulo, intitulado O discurso ambientalista nos jornais, demonstrei os resultados obtidos na pesquisa de mestrado, que apontam a proeminência da função pedagógica e política sobre a informativa. O discurso ecossocial, que apontava a correspondência entre mudanças sociais e mudanças climáticas, ganhou força ao longo do período analisado, sugerindo uma escalada persuasiva à medida que a verossimilhança das informações construia uma impressão de credibilidade. Esse processo resume o método e o desenvolvimento de todo tipo de campanha midiática disfarçada de informação.

O discurso ambientalista serve como exemplo de outros diversos tipos de militâncias que ocorrem no meio midiático, utilizando a mesma estrutura persuasiva apontada por diversas teorias psicológicas na comunicação. Uma dessas teorias é a do Agendamento (Agenda-setting) da qual me utilizei no livro para exemplificar o modo como um fluxo de informações controlado pode orientar e até direcionar interpretações dos fatos. Ao longo da história do século XX, isso foi tão recorrente que parece-nos impossível, ou ao menos muito difícil, observar historicamente as mudanças sociais sem levar em conta a atenção que a mídia deu a temas específicos. Essa atenção, por sua vez, só existiu devido agendas levadas a cabo por agentes históricos como fundações internacionais e grupos intelectuais que buscaram orientar os rumos da sociedade em direção às suas utopias transformadoras, assunto abordado na maior parte do livro.

Como humilde tentativa de combater a mentira e a falsidade a que a mídia se vendeu ao longo das últimas décadas, o livro A transformação social poderá ser usado como bibliografia para trabalhos acadêmicos que queiram abrir fendas de veracidade no meio de tanto discurso de propaganda.

Escritor, Jornalista e pesquisador de mídia, mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Autor do livro "A Transformação Social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda (Estudos Nacionais, 2016)" e colunista no site Estudos Nacionais e um dos fundadores da RádioVox. Colaborador do site Mídia Sem Máscara e aluno do filósofo Olavo de Carvalho desde 2009.