O presidente do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, convocou todos os setores da extrema-esquerda para “cercarem” Lula, em Curitiba, quando o ex-presidente petista comparecerá em depoimento diante do juiz Sérgio Moro, no dia 3 de maio.  A ordem é para impedirem que “encostem” em Lula. O chamado ‘ato monstro’ será precedido de um ato no dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, para reunir a militância na capital paranaense.

Rui Pimenta alertou os militantes em um vídeo, no qual falou:

O que evitou a prisão do Lula até agora é o medo que a direita tem da reação popular. Mas nós não devemos esperar reação popular espontânea. A nossa palavra de ordem qual é? (…) Organizar um ‘ato monstro’ em Curitiba em que as pessoas devem cercar Lula (…) Ninguém pode chegar nem perto dele. A palavra de ordem tem que ser: ‘não vai prender!

Assista o trecho do vídeo em que ele explica a convocação:

Notícias, artigos e estudos sobre a realidade brasileira e o contexto internacional. Selo editorial especializado em comunicação, sociologia e história recente do Brasil.