Hungria desiste de pacto pró-migração da ONU

Euronews e outros sites da grande mídia reclamam da Hungria que não quis nem saber de participar da proposta de pacto de migração da ONU. O ministro dos negócios estrangeiros húngaro, Peter Szijjartó, considerou a proposta “tendenciosa e desigual na forma como retrata a migração, como se fosse algo bom em si mesmo e um direito fundamental, o que não é verdade”. Segundo ele, o pacto só está preocupado com os direitos dos migrantes e não de todas as pessoas.

O ministro “deste governo nacionalista de direita, um dos mais antimigração da União Européia”, segundo diz a Euronews, jogou um balde de água fria nos burocratas europeus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *