Como psicopatas distorcem situações e criam narrativas

Quando um repórter perguntou a Donald Trump quais eram os inimigos dos EUA, ele respondeu:

Penso que temos muitos inimigos. Penso que a União Europeia é um inimigo por causa do que nos tem feito no comércio. Em princípio, não pensaríamos na União Europeia mas eles são um inimigo. A Rússia é um inimigo em alguns aspetos. A China é um inimigo económico, sem dúvida que é inimigo.

Isso rendeu o seguinte título à Euronews: “Trump: ‘A UE é um inimigo’ dos EUA”. Em seguida, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk deu uma espécie de resposta em seu twitter, dizendo que EUA é um dos grandes amigos da UE e que “quem disser diferente pode estar divulgando ‘fake news’.

A narrativa pintada é: Trump é truculento e belicoso, mas veja como os europeus são gentis respondendo uma declaração de inimizade com uma declaração de amizade. Na verdade, ao carimbar Trump como “fake news” o cavalheiro europeu está sendo muito mais belicoso e truculento, ao mesmo tempo em que passa a imagem diametralmente oposta. Psicopatas no poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *