UFMA censura exibição de filme “1964 – O Brasil entre armas e livros”

A Universidade Federal do Maranhão, através do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, decidiu proibir a exibição do documentário 1964 – O Brasil entre armas e livros, produzido pelo Brasil Paralelo. O filme tem sido exibido em diversas regiões e tem tido amplo sucesso, mesmo com a censura e a agitação de parte da mídia.

A denúncia é de Michael Amorim, coordenador do Grupo de Estudos Carcará, atuante na UFMA e organizador da exibição que ocorreria nesta sexta-feira, dia 12 de abril. Amorim conta que ficou sabendo da censura da reitoria através do Twitter, em uma postagem de alguém que comemorava o ato censor da universidade.

“É essa a pluralidade que reina na academia. Outros eventos sobre o mesmo tema acontecerão normalmente, só o evento dos conservadores Carcarás tem de sofrer censura”, reclama Amorim, informando que entrou em contato com jornais da mídia local, mas todos silenciaram o fato.

“Eles nem mesmo nos avisaram formalmente”, informa Amorim. “Depois que vimos um Tuíte de outra pessoa, comemorando o ocorrido, fomos ao diretor de Centro do CCH – Centro de Ciências Humanas, Francisco, e confirmamos o cancelamento. Tentamos recorrer à diretoria. Sem sucesso”.

A censura foi aprovada pela comissão e, agora, só a reitora poderá vetar a decisão. A chefia de gabinete da reitora, Nair Portela, enviou ao grupo organizador do evento um documento informando a justificativa, que se restringia aos riscos de segurança aos docentes e discentes do centro.

Amorim lembra que há tempos as autoridades acadêmicas da UFMA vêem os conservadores como truculentos e violentos, sendo que todos os ataques sempre partiram deles. A campanha e perseguição contra a presença dos conservadores é intensa naquele campus, tanto por parte de alunos quanto de professores, além de membros da diretoria.

O blog Juventude Conservadora da UFMA publicou uma nota sobre a situação e condenando a perseguição que estudantes têm sofrido na universidade.


 
 

7 thoughts on “UFMA censura exibição de filme “1964 – O Brasil entre armas e livros”

  1. Parabéns à faculdade! Essa aberração, essa deturpação da história tem que ser enterrada igual ao que o gato faz. Documentário mentiroso e desrespeitoso para com tantas vítimas de um regime nefasto, assassino, estuprador, torturador e ladrão.

    1. Roger não assistiu ao documentário e mesmo assim tem uma opinião muito bem fundamentada a respeito dele. O cara é um gênio. Documentário excelente que, ao contrário do que tem se ouvido por aí, não defende o Regime Militar, mas tenta passar informações até então escondidas para que a pessoa forme a própria opinião sem viés ideológico. Quem não conseguiu assistir, o documentário está disponível gratuitamente no Youtube. Recomendo fortemente!

    1. Verdade, estado governado pelo PC do B. No entanto, é o estado brasileiro que oferece o melhor e maior piso salarial na área da educação. Porque será? E o que falar do governo nefasto que governa a nação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *