Começa a se organizar uma coalizão de movimentos conservadores no Brasil

Ontem (28), em Brasília, aconteceu o I Encontro Brasileiro de Conservadores (EnBraCons) evento que reuniu 68 movimentos sociais de direita conservadora em busca de alinhar estratégias e dar sustentação popular ao governo de Jair Bolsonaro.

 

Ao contrário da esquerda política, amplamente organizada para ações em diversas frentes e com vários níveis de alcance, a direita brasileira, ainda embrionária, é desorganizada, desarticulada e reativa. Isso porque não há uma organização permanente, com núcleos de discussão periódicos, alinhamento de discursos, formação de lideranças populares, estudos de campo, treinamento para ações mais eficazes etc. Em suma, não há, no Brasil, um movimento político-social de direita conservadora, apesar de a maioria da população se enquadrar desse lado no espectro político.

Foi justamente por perceber esse vácuo que 68 movimentos sociais do país inteiro organizaram esse I Encontro Brasileiro de Conservadores, considerado pelos participantes um marco nesse processo de fundação de uma política conservadora eficaz no Brasil. Breno Paradelo, vice-presidente da ACONS (Associação Nacional dos Conservadores) disse o seguinte:

“Era urgente criarmos algo do tipo. A direita chegou ao poder, mas sem qualquer base organizada na sociedade. Quem está atuando nos municípios, nos bairros, é a esquerda. Temos que nos organizar e ocupar esses espaços ou não haverá continuidade política ao que está sendo feito na atual gestão”.

Além dos representantes dos movimentos sociais, integrantes do governo e parlamentares prestigiaram o evento. O Secretário da Previdência, Leonardo Rolim esteve presente e, em diálogo com as lideranças presentes, esclareceu pontos da Reforma da Previdência, uma das pautas do encontro. Compareceram também Alessandro Roosevelt, assessor da Secretaria da Previdência Social e Antônio Vogel, Secretário Executivo do MEC. Pelo lado dos parlamentares, vale destacar a presença de Márcio Labre (PSL-RJ) que deu aos presentes a perspectiva parlamente sobre a Reforma da Previdência.

Durante o encontro foram realizados grupos de trabalho com a finalidade de discutir propostas de ações para os movimentos em diferentes áreas do governo, tais como: Direitos Humanos, Educação, Saúde, Previdência, Segurança Pública, Emprego e Renda e Movimento Sindical. Ao final dos debates, as proposições elaboradas foram aprovadas em plenária e assinadas pelos representantes dos movimentos.

Rodrigo Morais, coordenador do Projeto Saquarema, em São Paulo, avaliou da seguinte maneira o saldo do encontro:

“O congresso foi importante para que os movimentos sociais, que tiveram um papel fundamental na eleição de Jair Bolsonaro, compreendessem o novo papel que agora devem desempenhar na tarefa de dar sustentação ao governo. Para isso, foram apresentados e testados alguns modelos de ação, em conjunto com todos os presentes”.

Outro ponto marcante do evento foi a leitura de um manifesto de estudantes conservadores – que vêm sendo amplamente perseguidos nas universidades país afora – contra a União Nacional dos Estudantes (UNE).

De acordo com os organizadores, o próximo passo para a consolidação dessa nova frente será o I Congresso Brasileiro de Conservadores, que tem data marcada para os dias 15, 16 e 17 de novembro próximo.


 
 

4 thoughts on “Começa a se organizar uma coalizão de movimentos conservadores no Brasil

  1. Parabéns ACONS pelo excelente trabalho realizado neste primeiro encontro estamos torcendo pelo sucesso.

  2. Agradeço a Deus por viver esse tempo. Acompanho desde a pré adolescência a história política do país. Meu interesse e curiosidade começou as “Diretas Já”. Depois a agonia de ver o Tancredo no hospital e por aí vai. Achei muito bom o artigo, parabéns. Abraço todos.

  3. Finalmente a direita acordou! Nós os conservadores, somos um grupo grande porém, desorganizado. Parabéns ao site e seus colaboradores. Agora teremos um espaço de divulgação das ideias da direita conservadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *