Nigel Farage: UE é um mau projeto que precisa acabar

Nigel Farage: UE é um mau projeto que precisa acabar

06/07/2018 0 Por Estudos Nacionais

Durante o programa televisivo britânico UNCUT, o conservador Nigel Farage, ex-membro do parlamento europeu, disse que a União Européia é um projeto que precisa acabar. Uma das vozes mais fortes em favo do Breixit, a saída do Reino Unido da União Européia, participou junto do ex-primeiro ministro britânico Tony Blair.

Segundo ele, a União Europeia é “um mau projeto que deve acabar, completamente”.

A União Europeia deve aceitar que “a tentativa de impor às pessoas um sentimento de identidade e nacionalidade europeias, não funciona!”, garante.

No entanto, diz: “se me perguntar se gosto da Europa, enquanto continente, se gosto dos diferentes povos da Europa, se penso que eles deveriam cooperar, fazer negócios e serem amigos?! Sim, sim, acho que sim.”

Quando questionado por que motivo continua a ser membro do Parlamento Europeu, Farage reage dizendo: “quero assistir aos últimos dias, ver o templo a desmoronar-se, com a nossa saída”.

Farage, a voz do pró-Brexit, refere que todo o projeto europeu deve ser repensado. Já Blair, defensor acérrimo da permanência do Reino Unido na União Europeia, sublinha que o Brexit é um acordo que ainda não foi concluído.

Elite financeira quer o Reino Unido na UE

O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair diz que nem tudo está condenado quando se trata da saída do Reino Unido do bloco europeu. Ele pertence ao grupo dos que prefere manter-se na UE, assim como o grande financiador do movimento, o milionário George Soros.

Blair diz acreditar que há espaço para uma segunda votação do Brexit e justifica: “Posso estar completamente errado, pode ser uma fantasia, mas acho que não existe uma maioria no parlamento. A primeira-ministra britânica perdeu a maioria no parlamento, a situação no parlamento está mais equilibrada”.

“Quando ela finalmente decidir qual é a sua posição, julgo que não haverá uma maioria em relação a qualquer uma das duas propostas que o parlamento está a debater. As duas propostas são, em relação aos aspectos económicos: continuarmos próximos da Europa o que nos obriga a obedecer à regras europeias. Nesse caso, muitas pessoas vão questionar-se por que razão estamos a sair. A outra proposta, uma saída total da Europa. O estrago económico será maior – as pessoas vão perguntar “qual é o preço a pagar?”, acrescenta.

Tony Blair acredita que “é possível que o debate termine com um impasse no parlamento”. A seu ver, a forma mais simples de resolver esse impasse “é dizer ao povo britânico: vocês tomaram uma decisão inicial, passámos dois anos a negociar, agora sabem quais são as opções e terão de decidir se querem realmente continuar com o Brexit nestas circunstâncias”.

EURONEWS