Militares do governo são “trapaceiros e covardes”, diz Olavo de Carvalho

Após as revelações do ex-assessor do MEC e aluno de Olavo de Carvalho, Silvio Grimaldo, sobre os motivos financeiros e políticos do afastamento dos “Olavetes do MEC”, o filósofo classificou militares do governo como “trapaceiros e covardes”.

“Oficiais militares induzem o ministro Velez a tomar atitudes erradas, e depois lançam a culpa nos meus alunos. São trapaceiros e covardes”.

Silvio Grimaldo se desligou do MEC ao perceber que estava em andamento um expurgo de alunos de Olavo do ministério. Silvio denunciou a pressão de entidades ligadas a convênios com o governo, que estavam em queda na bolsa desde o anúncio da Lava Jato da Educação. As empresas estavam temerosas.

Silvio contou que uma lobista ligada às empresas educacionais que estavam temerosas visitou o MEC, mas o ministro não quis ceder à pressão, até que vieram os afastamentos. Segundo Silvio, tudo deve ter partido dos oficiais militares do governo, há tempos insatisfeitos com a presença de alunos de Olavo de Carvalho.

2 thoughts on “Militares do governo são “trapaceiros e covardes”, diz Olavo de Carvalho

  1. Pouco tempo depois Olavo foi trapaceiro e covarde ao atacar Vélez depois de exonerado por incompetência.

    Como neocon, Olavo usa táticas de esquerda para enganar direitistas. Só não consegue esconder sua admiração por Ciro Gomes…

    Joguem Olavo de Carvalho na mesma lata do lixo onde Reinaldo Azevedo pulou de cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *