Militares do governo são “trapaceiros e covardes”, diz Olavo de Carvalho

Após as revelações do ex-assessor do MEC e aluno de Olavo de Carvalho, Silvio Grimaldo, sobre os motivos financeiros e políticos do afastamento dos “Olavetes do MEC”, o filósofo classificou militares do governo como “trapaceiros e covardes”.

“Oficiais militares induzem o ministro Velez a tomar atitudes erradas, e depois lançam a culpa nos meus alunos. São trapaceiros e covardes”.

Silvio Grimaldo se desligou do MEC ao perceber que estava em andamento um expurgo de alunos de Olavo do ministério. Silvio denunciou a pressão de entidades ligadas a convênios com o governo, que estavam em queda na bolsa desde o anúncio da Lava Jato da Educação. As empresas estavam temerosas.

Silvio contou que uma lobista ligada às empresas educacionais que estavam temerosas visitou o MEC, mas o ministro não quis ceder à pressão, até que vieram os afastamentos. Segundo Silvio, tudo deve ter partido dos oficiais militares do governo, há tempos insatisfeitos com a presença de alunos de Olavo de Carvalho.


 
 

1 thought on “Militares do governo são “trapaceiros e covardes”, diz Olavo de Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *