Escola de samba se desculpa por Hitler com faixa presidencial

A escola de samba Águia de Ouro se desculpou publicamente depois que um homem desfilou para a agremiação com uma fantasia de Hitler. A imagem do homem fantasiado circulou as redes sociais e gerou polêmica e revolta por associação com a imagem do presidente Jair Bolsonaro.

O episódio aconteceu no último sábado (2). No comunicado, a escola afirma que se tratou de uma “atitude isolada de um componente que se aproveitou para se promover pessoalmente. A diretoria foi pega de surpresa, e já tomou as medidas necessárias para que não aconteça mais”.

Neste ano, o enredo da Águia de Ouro é Brasil, Eu Quero Falar de Você! Que País é Esse! Na sinopse, a escola cita a operação Lava Jato.

Confira a nota na íntegra:

A escola de samba Águia de Ouro, por meio de sua assessoria de imprensa, vem a este canal se desculpar publicamente sobre esta atitude isolada de um componente que se aproveitou para se promover pessoalmente. A diretoria foi pega de surpresa, e já tomou as medidas necessárias para que não aconteça mais.

Estamos à disposição para novos esclarecimentos. Algumas matérias estão sendo veiculadas com um título negativo para a escola, dizendo que estamos fazendo alusão ao novo presidente.

Com relação a matérias do personagem Hitler do ensaio técnico, esclarecemos que em momento algum se refere a Bolsonaro, pois não seríamos levianos em incluir alguém que acaba de assumir o cargo. O nosso enredo marca a história de 1500 a 2018, até porque quando construímos o projeto ainda não sabíamos quem seria o presidente eleito, isso se deu em meados de 2018.

Essa alusão tem foco direto ao governo ditador de Getúlio Vargas que fez do Brasil uma ditadura, os paulistas que o digam! MMDC, Revolução de 32!

A Águia de Ouro, clama por paz e justiça!

Informações: Pleno.News.


 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *