Clima volta a esquentar entre Olavo de Carvalho e Mourão

Mourão (reprodução)

No último episódio da contenda pública entre o filósofo e o general, Mourão, ao ser questionado sobre as duras críticas que Olavo lhe fez nos últimos dias, respondeu com um “beijinho”. Olavo, por sua vez, retorquiu pelo Facebook: “é uma cantada”?

As discordâncias entre os dois têm sido uma das marcas desse primeiro trimestre do governo Bolsonaro. Olavo de Carvalho passou a criticar publicamente o vice-presidente quando este começou a defender posições ambíguas ou mesmo abertamente contrárias àquelas defendidas pelo presidente durante a corrida eleitoral.

Na mais recente dessas polêmicas, Mourão disse que foi uma coisa boa a população venezuelana estar desarmada, pois evitou uma guerra civil naquele país. Ocorre que a defesa do armamento civil foi uma das mais importantes plataformas da campanha Bolsonaro e a flexibilização da posse de armas uma das primeiras medidas da atual gestão.

Quando soube dessa declaração, o filósofo disparou uma série de publicações condenando a postura do general. Em uma delas rematou: “o maior erro da minha vida de eleitor foi apoiar o general Mourão. Não cessarei de pedir desculpas por essa burrada”.

É esse o contexto do “beijinho” de Mourão.

Vale lembrar que, em contraste com o vice, os filhos do presidente e ele próprio nutrem grande admiração por Olavo e, inclusive, nessa semana Bolsonaro mencionou o filósofo em suas redes sociais o indicando como uma inspiração para corrigir os problemas educacionais que a atual gestão deve enfrentar.


 
 

1 thought on “Clima volta a esquentar entre Olavo de Carvalho e Mourão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *