Cineasta terá que devolver milhões captados após notificação do governo

O Ministério da Cidadania, através da Secretaria de Audiovisual, publicou no Diário Oficial da União (DOU), nesta sexta-feira (3), uma notificação para que produtores filme “O Som ao Redor” devolvam verbas captadas em editais para os cofres públicos.

Segundo o órgão do governo, as contas apresentadas pelos responsáveis pela película foram reprovadas.

O valor do pedido de devolução é de R$ 2,242 milhões, que são os valores corrigidos captados pelo filme “O Som ao Redor”, de 2013.

Uma das empresas citadas é a Cinemascópio, da produtora Emilie Lesclaux e do diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho, que, em 2016, aproveitou o Festival de Cinema de Cannes para denunciar um suposto “golpe de Estado” contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Segundo o UOL, a notificação informa que os citados têm até 30 dias para devolverem os recursos ou 10 dias para recorrerem da reprovação do projeto.

Informações Renova Mídia


 
 

1 thought on “Cineasta terá que devolver milhões captados após notificação do governo

  1. Desde o Regime Militar, o brando, que o cinema brasileiro só apresenta grande quantidade de lixo!

    Manda essa CORJA captar dinheiro lá fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *