30 países já reconhecem Guaidó como presidente da Venezuela

Reprodução

Nesta segunda-feira (4), mais 11 governos europeus se uniram aos que reconhecem Juan Guaidó como o presidente interino da Venezuela. Espanha, França, Reino Unido, Alemanha, Portugal, Letônia, Lituânia, Finlândia, Suécia, Dianmarca e Áustria se somam a outros países que já fizeram o mesmo, somando 30 países que não reconhecem mais Nicolás Maduro como presidente legítimo.

Já a Itália, afirmou que não o fará. O subsecretário de Relações Exteriores da nação, Manilo Di Stefano, afirmou pelo Twitter que outros países não podem determinar o chefe de um Estado.

– A Itália não reconhece Guaidó porque somos totalmente contrários ao fato que um país ou um grupo de terceiros países possam determinar a política interna de outro país. Se chama princípio de não ingerência e é reconhecido pelas Nações Unidas – escreveu.

O comunicado emitido pelo ministro das Relações Exteriores da Holanda, Stef Blok, aponta que o reconhecimento vem como cumprimento de uma “advertência” feita a Nicolás Maduro.

– O período de oito dias para pedir eleições livres democráticas e transparentes na Venezuela expirou hoje. O Reino dos Países Baixos reconhece Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela. Queremos que a liberdade e a democracia regressem à Venezuela o mais rapidamente possível – declarou.

Confira abaixo a lista dos países que já reconheceram Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.

  1. Albânia
  2. Alemanha
  3. Argentina
  4. Austrália
  5. Áustria
  6. Brasil
  7. Canadá
  8. Chile
  9. Colômbia
  10. Costa Rica
  11. Dinamarca
  12. Equador
  13. Espanha
  14. Estados Unidos
  15. Finlândia
  16. França
  17. Geórgia
  18. Guatemala
  19. Holanda
  20. Honduras
  21. Israel
  22. Kosovo
  23. Letônia
  24. Lituânia
  25. Panamá
  26. Paraguai
  27. Peru
  28. Portugal
  29. Reino Unido
  30. Suécia

Informações: Pleno.News


 
 

2 thoughts on “30 países já reconhecem Guaidó como presidente da Venezuela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *