Lobby ambientalista tenta comprar Papa Francisco com 1 milhão de dólares

A fundação Blue Horizon criou o desafio One Million Vegan que ofertou ao Papa a quantia de 1 milhão de dólares para que ele fizesse uma dieta vegana durante o período da Quaresma.

A fundação ambientalista usou uma menina de 12 anos para fazer a proposta. A menina americana está submetida a dieta vegana desde os quatro anos de idade e foi usada claramente como forma de sensibilização e promoção da causa ambientalista. A fundação disponibiliza 1 milhão de dólares indicando explicitamente, em seu site, que o dinheiro poderia ser doado para projetos de caridade que o Papa escolhesse, em uma clara estratégia para colocar o pontífice na sinuca de ser visto como insensível ao meioambiente e deixar de ajudar projetos de caridade com 1 milhão de dólares, ou ser usado no lobby ambientalista que tenta introduzir a força q dieta vegana na sociedade.

A campanha vegana conta com apoio de celebridades como Paul McCartney. Um abaixo-assinado também foi organizado para pedir ao Papa para aderir a dieta no jejum da Quaresma.

A aço funciona como uma espécie de compra de um garoto propaganda que possa exercer a maior influência possível.  Escolheram nada menosdo que o Papa. A recusa do pontífice formal ocorreu nesta semana.

Para o lobby vegano a estratégia é benéfica independente do aceite da proposta, ja que a recusa cria um fato jornalístico e o establishment mídiatico é apoiador dessa agenda.

A dieta vegana também vem no sentido de atingir aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) da ONU, no âmbito da Agenda 2030. A Agenda cresce com a adesão de diversos estados e municípios no Brasil aos ODSs.

Projetos de lei surgem em diversas cidades do Brasil há alguns anos, como em Porto Alegre (projeto de 2014) e em São Paulo (PL 87/2016), onde buscam estabelecer um dia sem carne em restaurantes estatais e refeitórios.


 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *