Fundação-Soros-sai-da-Hungria-por-causa-das-políticas-repressivas-do-governo

George Soros encerra operações na Hungria

Após campanhas nacionais contra as atividades da Open Society, de George Soros, na Hungria, a Fundação informou que está encerrando suas atividades no país e transferindo-se para Berlim.

Conforme informações do site Sputnik News, Patrick Gaspard, presidente da Open Society na Hungria, atacou o governo húngaro dizendo que “denegriu e deturpou nosso trabalho”.  Em fevereiro, um projeto de lei intitulado “Lei pare Soros” havia sido submetido com objetivo evitar que Soros financiasse programas de imigração na Hungria por meio de suas ONGs. O projeto dizia que as ONGs ligadas a Soros “apoiam a imigração ilegal”.

“George Soros vem enfrentando acusações de interferência na política britânica depois que surgiram notícias de que ele doou quase meio milhão de libras para uma campanha que buscava reverter o Brexit” (Spotniks).

revista estudos nacionaisCríticos argumentam que as operações da Open Society podem ser vistas como claros ataques à soberania nacional. As atividades do bilionário se estendem por dezenas de países, com diferentes abordagens e focos. Em alguns países, os projetos não têm como foco a pauta da imigração, mas outras lutas sociais, como é o caso do Brasil, onde de George Soros financia pautas como gênero, desarmamento, legalização do aborto, legalização da maconha, questões raciais e ONGs que  lutam por direitos humanos.

George Soros no Brasil

Conforme o site da Open Society, diversos investimentos que foram feitos em ONGs brasileiras nos últimos anos. Por exemplo, a ONG Anis Bioética recebeu 250 mil dólares da fundação em 2016. Outro exemplo é o site Quebrando o Tabu, que recebeu mais de 50 mil dólares. Segundo levantamento da Revista Estudos Nacionais, pelo menos 52 ONGs, organizações e projetos receberam recursos de George Soros entre 2016 e 2017. Outras fundações, além da Open Society, tem investido nos mesmos projetos, já que possuem com valores e objetivos semelhantes ao de George Soros.  O levantamento realizado indica outros 50 projetos financiados pela Fundação Ford, Oak Foundation, IPPF (International Planned Parenthood Federation) e Fundação Bill e Melinda Gates. Reportagem completa disponível na edição de junho da Revista Estudos Nacionais.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!