Coreia do Norte provavelmente aceitará negociar, diz ministério sul-coreano

Coreia do Norte provavelmente aceitará negociar, diz ministério sul-coreano

27/12/2017 0 Por Raulf Effting

revista estudos nacionaisA Coreia do Sul previu na última terça-feira (27) que a vizinha do norte procuraria iniciar negociações com os Estados Unidos no próximo ano, fornecendo uma perspectiva otimista para 2018, embora Seul (capital da Coreia do Sul) tenha criado uma equipe militar especializada para enfrentar as ameaças nucleares do Norte.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas, por unanimidade, impôs novas sanções à reclusa Coreia do Norte, na última sexta-feira (22), pelo recente teste de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM), ação que foi considerada como ato de guerra.

“A Coreia do Norte buscará a negociação com os Estados Unidos. Entretanto, continuará se esforçando para ser reconhecida como uma potência nuclear”, disse o Ministério da Unificação da Coreia do Sul em seu último relatório, todavia, sem oferecer nenhum motivo para a sua conclusão.

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul disse que criou quatro unidades pra operar sob uma política de supervisão da Coreia do Norte, com o objetivo de “dissuadir e responder à ameaça nuclear e de mísseis”.

Quanto aos Estados Unidos, os diplomatas americanos deixaram claro que estão buscando uma solução diplomática, mas o presidente Donald Trump ridicularizou as negociações, dizendo que as mesmas são inúteis e que Pyongyang (capital da Coreia do Norte) deveria desistir de suas armas nucleares antes que possa ser iniciada uma conversa. Já a China – principal aliado de Pyongyang – e a Rússia apoiaram as última sanções da ONU, que buscam limitar o acesso norte-coreano aos produtos petrolíferos fornecidos pelo exterior.


fontes:

[1] Reuters

[2] Infowars