Suprema corte venezuela fecha congresso nacional

Maduro usa Supremo para fechar Congresso e calar oposição

O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela, aliado de Nicolás Maduro, retirou, nesta quarta-feira(29/03), todos os  poderes do Congresso Nacional, suspendendo as funções do Parlamento por meio de decisão judicial. Os juízes alegam que a Assembleia encontrava-se em situação de rebelião e desacato.

“A decisão significa um ponto sem volta para a ditadura”, afirma o vice-presidente da Assembleia Nacional, Freddy Guevara.

Das 162 cadeiras do Parlamento da Venezuela, 112 são oposição ao governo do ditador. A decisão do Supremo Tribunal foi um meio de lidar com a oposição que o governo Maduro tem enfrentado.

A Venezuela enfrenta graves problemas sociais, com uma profunda crise financeira e política. Nos últimos meses a Organização dos Estados Americanos (OEA) vem solicitando ao presidente Nicolas Maduro a adoção de medidas para retorno da democracia do país, contudo, sem grandes avanços.

A decisão do Supremo vem logo após críticas da OEA sobre a Venezuela ter adiado as eleições e recusado a libertação de presos políticos.
Fontes:
Pananpost; em.com.br

Notícias, artigos e estudos sobre a realidade brasileira e o contexto internacional. Selo editorial especializado em comunicação, sociologia e história recente do Brasil.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta