Mais de 430 milhões de dólares promovem temáticas de gênero no mundo

Mais de 430 milhões de dólares promovem temáticas de gênero no mundo

09/08/2018 0 Por Marlon

Pautas de gênero movimentam pelo menos 430 milhões de dólares ao redor do mundo, por meio das fundações Ford, Oak, Bill e Melinda Gates e Open Society

Somente a Fundação Ford investiu, de 2006 a 2018, um total de 211 milhões de dólares para pauta de gênero em mais de 700 projetos, entidades e ONGs pró-gênero ao redor do mundo. Já a Oak Foundation, em sua base de dados, traz 113 projetos e entidades com a pauta, totalizando investimento de 40.770.068 (40,7 milhões) de dólares. Quanto à Fundação Bill e Melinda Gates, por meio da declaração da diretora da divisão de gênero e equidade, Sarah Hendriks, sabemos que tem investido 170 milhões de dólares em quatro anos. A Open Society, do milionário George Soros, investiu 7,2 milhões de dólares, em um total de 45 projetos em todo o mundo. Somados, estas cifras chegam a um total de 430 milhões de dólares.

A base de dados da Oak Foundation, por meio de seu site, traz dificuldade de tabulação e filtragem entre centenas de projetos nas mais variadas pautas, o que significa que estes dados são mínimos e o investimento pode ser ainda maior.

Brasil: mais de 13 milhões para temáticas de gênero

O investimento para projetos no Brasil foi de 13.881.160 de dólares (13,8 milhões), sendo 10,4 milhões da Fundação Ford, 2,89 milhões da Oak Foundation, 550 mil dólares da Open Society. Todos direcionados para entidades e projetos focados em temáticas de gênero. Em muitos casos, a pauta do aborto é trabalhada pelos mesmos projetos.

As entidades citadas promovem diversas pautas, entre elas aborto, contracepção, gênero, desarmamento, legalização das drogas e pautas que classificadas genericamente como “direitos humanos” (migração, audiência de custódia etc).

A edição de junho da Revista Estudos Nacionais, em reportagem de capa, denunciou o investimento de 37 milhões nas principais pautas progressistas no Brasil, pelas mesmas fundações. Só para a legalização do aborto no Brasil, já foram investimos mais de 18 milhões de dólares nos últimos anos.

Sabe-se que nos últimos anos a pauta do aborto e do gênero passou, em muitos casos, a ser tratada em conjunto. Portanto, o montante investido pode servir ora para incentivo ao aborto legal ora para programas de gênero, mas ao que nos parece, pela descrição das doações das fundações, estes investimentos tem foco prioritário em gênero.