departamento do estado dos estados unidos funcionaria espionagem china

Funcionário do governo americano é preso por espionagem para China

De acordo com o relatório do Departamento de Justiça um funcionário do Departamento de Estado teria recebido pagamentos da China durante os últimos cinco anos.

A funcionária, Candace Claiborne, está sendo acusada de “obstruir um procedimento oficial e fazer declarações falsas ao FBI, ambas as ofensas criminosas, por supostamente ocultar inúmeros contatos que ela teve ao longo de um período de cinco anos com agentes de inteligência estrangeiros”, disse o memorando do Departamento de Justiça. Ela foi presa na terça-feira(28) e compareceu ao tribunal na quarta-feira(29).

Claiborne é acusada de ter contactado repetidamente dois agentes de inteligência chineses, que lhe forneceram presentes e dinheiro, incluindo “dinheiro transferido para uma conta, um iPhone, um laptop da Apple, presentes chineses de Ano Novo, refeições, viagens internacionais, um curso de moda, um apartamento mobiliado e um pagamento mensal”, disse o comunicado à imprensa.

Claiborne, que trabalhou no Departamento de Estado desde 1999, reconheceu ter ciência de que os dois oficiais de inteligência chineses eram realmente “espiões”, mas cooperou com eles em troca de “dezenas de milhares de dólares em presentes e benefícios” por mais de cinco anos.

“Claiborne usou sua posição e seu acesso a dados diplomáticos confidenciais para lucro pessoal”, afirmou a Procuradora-Geral Adjunta Mary B. McCord nesta quarta-feira.

Claiborne trabalhou em vários postos no Departamento de Estado desde 1999, incluindo “embaixadas e consulados” no Iraque, Sudão e China.

A lei americana prevê a pena máxima de 25 anos para funcionário que cometerem este tipo de crime.

“Funcionários do governo serão responsabilizados por não honrar a confiança depositada neles”, disse a advogada dos EUA, Channing Philips.

Esta não é a primeira vez que um funcionário do governo foi apanhado espionando pela China.

Em 2016, um funcionário do FBI declarou-se culpado de transmitir dados confidenciais ao governo comunista chinês em troca de prostitutas e dinheiro.

Por Raul Effting

Informações:
Infowars

Notícias, artigos e estudos sobre a realidade brasileira e o contexto internacional. Selo editorial especializado em comunicação, sociologia e história recente do Brasil.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta