Ex-aluna conta que Haddad comemorou atentado terrorista às Torres Gêmeas

Ex-aluna conta que Haddad comemorou atentado terrorista às Torres Gêmeas

18/10/2018 19 Por Marlon

Uma ex-aluna do curso de Sociologia da USP que teve aula com Fernando Haddad conta, em seu Facebook, que no dia 11 de setembro de 2001, uma terça-feira, presenciou o seu professor comemorar o atentado:

À noite, eu fui para a USP – eu teria aula de Teoria Política 4 com o prof. Fernando Haddad. Ele entrou na sala e disse que não iria dar aula naquela noite… Que o capitalismo havia ruído e que o dia 11 de setembro ficaria marcado para sempre como o dia em que o império americano fora derrotado por todos os seus inimigos. Era dia de comemorar e de celebrar esse feito gigante. Nós não tivemos aula, passamos 3 horas “discutindo” um novo mundo – melhor – que surgiria daquele maravilhoso “acidente”.
Não é coincidência ele se lançar a presidente do Brasil nessa data. É altamente representativo da nação e dos valores que essa gente defende.

A ex-aluna conta que após publicar esse depoimento nas redes sociais tem sido vítima de ataques e acusações diversas por parte de defensores do candidato. Ela destaca que não é uma Bolsominio, destacando inclusive que ela trabalhou para o Partido dos Trabalhadores (PT) até o ano 2005. Em outro post, a ex-aluna conta brevemente sua história de vida como filha de sindicalista e que por muitos anos ela via no PT e em Lula uma grande esperança para o Brasil, contudo, passou a ter outra visão depois de tantos escândalos de corrupção, mentiras e contradições do partido, além de programas de “apoio à escravidão” como o Mais Médicos, que paga a maior parte do salário dos médicos ao governo cubano.


Atualização – 25.10.2018

Diante da checagem do UOL classificando a história como fake destacamos que nossa matéria é clara ao anunciar um relato pessoal. Em atualização de seu Facebook, Aline Pereira reforça seu depoimento pessoal. Como documento, ela mostra foto de resolução do afastamento de Haddad das atividades de professor da USP com data de 11 de abril de 2002, portanto, após o atentado ocorrido nos EUA em setembro de 2001, o que diverge do conteúdo da checagem da UOL. A recente postagem de Aline recebeu dezenas de comentários, inclusive de pessoas que discordam dela em posicionamentos políticos mas que declaram confiar no seu depoimento. Muitos internautas têm questionado a credibilidade dos checadores de fato, por checagens questionáveis e por vezes provadas falsas, como também vem sendo abordado em diversos artigos do Estudos Nacionais.


Informações complementares:

Caneta.org