Escola da Virgínia proíbe canções natalinas mencionando “Jesus”, em nome da diversidade

Medida foi tomara para ser “mais sensível à crescente população diversificada na escola”, disseram os administradores da Robious Middle School, localizada em Midlothian, estado da Virgínia (EUA).

David Allen, pai de um aluno, disse que recebeu um email do professor instrutor de música e com a informação de que todas as canções contendo a referência expressa ao nome de Jesus seriam banidas.

“Tivemos alguns alunos que não se sentiram confortáveis ​​cantando uma peça que eu fiz muitas vezes no passado”, escreveu o professor no email. E concluiu: “… é de natureza sagrada e menciona Jesus.”

Allen, discordando da postura da escola, disse que: “estou tentando racionalizar como você pode incentivar a diversidade e ainda ser excludente em uma área específica, acrescentando que com uma variedade de músicas, incluindo canções de Natal, os alunos podem ter uma noção do que cada religião, etnia e nacionalidade têm para oferecer.”

 Conforme o Breitbart apurou, o advogado Michael Berry, representante da organização First Liberty Institute, escreveu uma carta ao Distrito Escolar do Condado de Chesterfield, que tem jurisdição sobre a Robious School, e explicou que legalmente não há razões para o banimento de Jesus em cancões e festivais celebrados em escolas públicas.

“Os tribunais federais defenderam a constitucionalidade dos programas festivos em escolas públicas, o que inclui o uso de música, arte ou teatro religioso, desde que o material seja apresentado de maneira objetiva, como parte tradicional da cultura e da herança religiosa do feriado em particular” , escreveu Berry.

A guerra contra o natal nos Estados Unidos

Desde os tempos da campanha presidencial, o então candidato Donald Trump denunciava a ditadura do politicamente correto, que já corroía a tradição natalina ao manipular a linguagem. Em vez do popular “Merry Christimas” (o Feliz Natal americano), a expressão foi gradativamente passando a “Happy Holiday” (Boas Festas) durante os anos de Barack Obama.

No primeiro natal como presidente, em 2017, Trump disparou em seu twitter:

“As pessoas se orgulham de estar dizendo Feliz Natal novamente. Tenho orgulho de ter liderado a acusação contra o assalto da nossa querida e bela frase. FELIZ NATAL!!!!!”

Para o The Daily Wire, ainda comentando o natal de 2017 nos Estados Unidos, a razão por que “a esquerda insiste que digamos ‘Boas Festas’ apenas no Natal é porque este é o único feriado religioso que o governo oficialmente reconhece, sempre lembrando (os esquerdistas) do passado religioso da América.”


 
 

24 thoughts on “Escola da Virgínia proíbe canções natalinas mencionando “Jesus”, em nome da diversidade

  1. Interessante é o paradoxo, revelador da farsa politicamente correta: odeiam o Cristianismo e falam em respeito à diversidade, desrespeitando o que e quem é diverso deles.

  2. Pingback: new post
  3. Pingback: vivo animals
  4. Pingback: GVK Biosciences
  5. Pingback: GVK Biosciences
  6. Pingback: Free porn videos
  7. Pingback: UK Chat
  8. Pingback: 안전놀이터
  9. 10230안전놀이터 검증 해외안전놀이터 안전놀이터 모음 메이저안전놀이터 안전토토사이트 메이저놀이터 안전공원
    메이저 해외 안전 놀이터는 NOLSAVE

    944

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *