Crianças de dez anos são perguntadas sobre sua “identidade de gênero”

Crianças de dez anos são perguntadas sobre sua “identidade de gênero”

23/10/2018 0 Por Julio Gonzaga

O caso aconteceu em uma escola no estado americano de Vermont e chocou os pais dos alunos.

Na escola Windsor State Street School, localizada no estado de Vermont (EUA), alunos da quinta série foram surpreendidos após receberem um questionário acerca de suas preferências sexuais, sexo biológico e identidade de gênero.

Vanessa Beach, que publicou partes do questionário em seu Facebook, disse que foi “ridículo e revoltante que sua filha de 10 anos fosse convidada a responder tais perguntas. Isso não é da conta deles”, escreveu. “E se minha filha estivesse tendo dificuldades com sua sexualidade?”

Conforme a Fox News apurou, a pesquisa foi dada aos estudantes em nome de um grupo sem fins lucrativos de prevenção e defesa da violência doméstica, Women’s Information Services (WISE).

Ainda segundo a reportagem, os pais dos alunos iriam receber, em tese, uma notificação depois da qual poderiam recusar que seus filhos fossem expostos ao questionário. Entretanto, Vanessa Beach disse que tal precaução nunca lhe foi endereçada. Outros pais também fizerem coro com Beach.

Tiffany Cassano, diretora da escola, esclareceu à Fox News que:

“… A pesquisa foi dada a aproximadamente 10 alunos do quinto ano como parte de um projeto de pesquisa da Universidade de New Hampshire. A ONG WISE e a orientação escolar enviaram uma carta para as famílias dos alunos do 5º e 6º ano, informando-os sobre o próximo programa que estava sendo oferecido e a pesquisa que seria distribuída. A carta deu aos pais o direito de optar por não participar da pesquisa. Os alunos também tiveram o direito de optar por não participar da pesquisa depois de se engajar em uma conversa sobre consentimento e o que significa dar o consentimento”.

Cassano também pediu desculpas ao reconhecer que o questionário causou certa desconfiança e indignação entre os parentes dos alunos. “Certamente não pretendia prejudicar ou influenciar os alunos a considerar crenças diferentes sobre gênero ou relacionamentos.”

Identidade de gênero é um conceito formulado por movimentos “progressistas” e que despreza qualquer aspecto biológico da sexualidade humana. Seu pressuposto é que as pessoas nascem com um gênero fluido, que é dinâmico e mutável ao longo da vida. Cada pessoa pode escolher o gênero com que melhor se identifique e mudá-lo em qualquer momento; inclusive, se assim optar, pode viver como uma pessoa de “gênero neutro”.