arquitetura classica e antiga

Arquitetura clássica nos faz mais felizes e tem maior valor no mercado

A beleza da arquitetura antiga traz sensações de felicidade e relaxamento como as áreas verdes e parques.

Uma grande quantidade de pesquisas têm indicado que a arquitetura tradicional ou antiga, anteriores ao século XIX, torna as pessoas mais felizes.  Um passeio pelas catedrais antigas e outros prédios dos séculos passados produz relaxamento e felicidade.

O estudo sugere que a beleza da arquitetura clássica pode ter diversos impactos positivos a saúde.  “Isso mostra que a importância da beleza dos ambientes em que vivemos pode ser maior do que se acredita”, diz um dos pesquisadores.

Clássico vale mais

Um estudo da Holanda mostrou que casas com arquitetura neo-tradicional são vendidos em média 15% acima das casas com arquitetura não tradicionais ou moderna. Quando as edificações possuem apenas alguns elementos de arquitetura neo-tradicional ou tradicional, são vendidas 5% acima das modernas.

Prédios na Inglaterra construídos antes da primeira guerra mundial tiveram uma valorização de 465% entre 1983 a 2013, enquanto as construções pós-guerra tiveram valorização de 255% no mesmo período.

Mesmo sem conhecimento desses estudos têm se visto que as pessoas dão grande valor a arquitetura clássica e antiga. Contudo, as novas construções têm seguido outras tendências preterindo a preferência de muitas pessoas.

Em face ao estudo publicado, muitos jornais como o Telegraph, o blog The Sector e outros, tem questionado: Por que não construir mais prédios com arquitetura clássica, antiga e medieval?

O psicólogo David Halpern fez uma pesquisa em 1987, verificando as preferências arquitetônicas de estudantes em geral. Isso mostrou que os estudantes de diferentes cursos universitários tem gostos semelhantes, mas os estudantes de arquitetura demonstraram ter preferências distintas da maioria dos demais estudantes. Curiosamente, os dados também indicam que quanto mais o estudante avança no curso de arquitetura, mais suas preferências arquitetônicas distanciam-se dos demais estudantes de outros cursos.

Estudo original: Quantifying the Impact of Scenic Environments on Health
Publicado em: Scientific Reports, Nature.com.
Data de publicação: 25/11/2015.

Pesquisador independente e tradutor, escreve e coordena pesquisas para o site EstudosNacionais.com. Desenvolve projetos editoriais na editora Estudos Nacionais e Livraria Pius.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta