Entidades brasileiras enviam carta de repúdio ao Partido Democratas (EUA)

Darren McCollester/Getty Images

Entidades brasileiras repudiam postura do Partido Democratas (EUA) por terem derrubado projeto de lei que visava proteger bebês sobreviventes de abortos nos Estados Unidos.

As entidades Brasil Pela Vida e Rede Nacional em Defesa da Vida e da Família subscreveram o documento, junto com o portal Estudos Nacionais, onde manifestam decepção e profunda preocupação com o veto do projeto de lei, considerando a atitude uma negligência e grave violação aos direitos humanos.

A carta, em português e inglês, destaca que não há justificativas legal ou moral para apoiar a decisão de não proteger a vida de um bebê sobrevivente de um aborto. Reforça que embora a lei vigente (2002 Born-Alive Infant Protections Act) estabeleça que bebês nascidos durante procedimento de abortos tardios recebam cuidados médicos, a ausência de previsão de punições nessa legislação não a torna efetiva na proteção dos direitos humanos.

Destacaram que segundo dados do CDC (Center of Desease Control and Prevention), entre 2003 e 2014, pelo menos 143 bebês sobreviventes de abortos tardios foram simplesmente largados para que morressem pela ausência de cuidados médicos ou alimentação.

Leia a carta na íntegra.


 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *