ministro irlandes fecha centro de apoio a gestantes aborto

Aborto: Ministro Irlandês fecha centro de apoio a mulheres

O Ministro da Saúde da Irlanda fechou centro de apoio a gestantes, que ajudava a orientar as mulheres a terem seus bebês evitando abortos.

O centro de apoio a gestantes Human Life International (HLI), oferece apoio às gestantes por meio de aconselhamento psicológico e fornecimento de exames de ultrassom gratuitos às gestantes.

A acusação é de que estes centros de apoio fornecem “informações enganosas” sobre riscos para a saúde da mulher sobre o aborto e com isso estariam pressionam a mulher a ter seu filho.

As “informações enganosas” contam com diversos artigos científicos e evidências médicas que os amparam. O ministro da saúde da Irlanda rejeita aceitar estas pesquisas.

Um desses estudos, rejeitado pelos ativistas pró-escolha, foi publicado pela Associação Americana de Pediatria em 2015. No estudo, a Associação analisou evidências que apontaram fortes evidências da relação entre aumento de risco de câncer de mama e abortos induzidos.

Nesse caso, a Associação Americana de Pediatria usou, dentre outras técnicas de pesquisa, a meta-análises (metodologias de alto padrão de qualidade em pesquisa científica), comparou 36 diferentes estudos da área médica que demonstram haver evidências consistentes de que o aborto induzido está relacionado com o aumento no risco de câncer.

Em função disso a Associação Americana de Psiquiatria passou a recomendar que esta informação seja fornecida ás mulheres, para que decidam sobre sua gravidez de posse de informações e possíveis riscos às quais estarão expostas.

Informações:

Estudo Associação Americana Pediatria (em inglês)

Artigo LifeSiteNews (em inglês)

Pesquisador independente e tradutor, escreve e coordena pesquisas para o site EstudosNacionais.com e para a Revista Estudos Nacionais. Desenvolve projetos editoriais na editora Estudos Nacionais e Livraria Pius.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta